Medição de batimentos cardíacos através da câmara, é o lançamento da Google

A Google tem arranjado diversas formas de contribuir com lançamentos diferentes, ainda para valorizar sua mais nova versão 6 da linha de aparelho celular, Pixel. Onde será lançado oficialmente a opção, e depois seguirá para todos os modelos mais recentes com sistema Android.

Ainda assim, a Google fit parece já ter implementado uma versão Beta, que já está em fase de testes em aparelhos Xiaomi e Samsung, que possuem funcionamento parecido à proposta da Google, mas que todos estão encarando como uma versão inferior, por ser um tanto limitada. Para saber como será a nova aplicação, só nos resta aguardar as resenhas trazidas lá de fora (já que o aparelho Pixel ainda não está sendo comercializado no Brasil, e também não possui data para lançamento, nem mesmo a primeira versão, no nosso país).

Mas afinal, como funcionará essa função?

O sistema é muito simples, e funcionará com um tipo de análise de imagem. É só posicionar a cabeça e o peito na marcação delimitada pela função, e o celular pode fazer a aferição de frequência respiratória pela quantidade de vezes que o peito subiu e desceu ao intervalo de um minuto, para tanto, é utilizada a câmera frontal do aparelho celular.

A frequência cardíaca por outro lado, precisa ser feita com a câmera traseira do aparelho celular, e aí sim entra a novidade. Pressionando o dedo à câmera, haverá a aferição da cor do dedo, conforme o sangue se movimenta durante as batidas do coração, e assim, conseguem determinar quantas batidas ao longo de um minuto, determinando a frequência cardíaca.

É realmente uma novidade que vêm para manter os com o coração, mas não podem ser levados 100% em consideração já que a tecnologia usada não substitui uma consulta médica, por exemplo. Por se apresentar alguma anormalidade na frequência cardíaca não é necessário entrar em pânico, mas é ideal que seja agendada a consulta com cardiologista para verificação mais profissional.

Pixel da Google

O aparelho, apesar de já estar indo para a versão de número 6, ainda não têm venda liberada para o Brasil, porém é possível encontrar alguns vendedores online, na Amazon e Mercado Livre que já começaram a oferece-lo. É seguro? Tudo que não sai da fonte oficial gera insegurança, e ainda que haja de fato, pessoas oferecendo a versão original, existem sim as cópias e versões falsificadas, por isso é sempre bom aguardar o lançamento oficial que pode não sair tão cedo.

Apesar disso, para as pessoas que querem aproveitar a novidade, após o lançamento da linha 6, que já teve o visual vazado na internet, haverá o a liberação para os próximos lançamentos de celulares Android. Ainda há dúvidas, no entanto, se a opção será atribuída como aplicativo na lojinha de aplicativo da Google para celulares mais antigos.

É com certeza uma opção legal, principalmente para pessoas que têm costume de usar o Google fit para praticar atividades ao ar livre. Vamos aguardar as novidades!

Visits: 1912